segunda-feira, 16 de março de 2009

Ideogramas - Parte 1: ordem e progresso

Ufa, escrever kanji à mão cansa.

Para inaugurar esta categoria, pensei em fazer uma pequena homenagem ao nosso país. Achei que, pelo fato de eu ficar exaltando algumas qualidades do Japão, algumas pessoas pensem que não gosto do Brasil.

Não é verdade.

Apesar do presidente analfabeto, dos políticos e juízes corruptos, dos impostos que não dão retorno, da violência urbana, do crime organizado, da desigualdade social, da educação de péssima qualidade, da burocracia, da música inacreditavelmente ruim, do Big Brother, das novelas, da falta de senso de coletividade, das enchentes, do calor excessivo (ah, eu odeio o verão), do preconceito racial, da discriminação às minorias, da poluição, dos camelôs, dos flanelinhas, do atraso tecnológico etc., eu gosto sim!

Portanto, as primeiras palavras que vou postar aqui são "ordem e progresso", numa tradução literal.

Não ficou tão bom quanto poderia, mas vou me reaperfeiçoando, ok?

Aqui vai:

Lê-se: /'chi.tsu.jo_to_'shin.po/

Fica meio evidente, mas /'chi.tsu.jo/ = ordem, /to/= e, /'shin.po/= progresso, lembrando que /chi/ tem o som de "ti" como em "Cotia".

:)

2 comentários:

viniciusmonfernatti disse...

nossa, sua letra é muito bonita!
parabéns pelo blog, está muito interessante. :)

fabianosoriani disse...

Nossa, depois destes argumentos não posso deixar de achar o Brasil maravilhoso hehehehehe :P

Mas brincadeiras a parte eu sei que pra quem já morou fora o Brasil pode ser uma decepção, mas ultimamente estou tendo uma esperança de melhoras, assim espero.