domingo, 15 de novembro de 2009

今日の言葉 - Palavra do dia - 迷惑, ★★★

Uma palavra que tem muito a ver com o comportamento japonês:


迷惑

めいわく


/'mē.wa.ku/


『日本人は他人(たにん)迷惑をかけないように常(つね)心がけています。』

"Os japoneses sempre têm a constante preocupação de não incomodar os outros."


Tem muito a ver porque isso é uma característica marcante do povo japonês (quando falo povo japonês, me refiro aos nativos, não aos descendentes).

Ao contrário de grande parte dos brasileiros, eles realmente se preocupam com o bem-estar dos outros.

Quem nunca se sentiu incomodado com um vizinho chato que faz festinha até altas horas dando gargalhadas e escutando sertanejo um som ruim de doer?

Ou então com aquele mala no trânsito que prefere causar transtorno pra várias pessoas, parando bem na frente da placa "proibido parar", em vez de procurar um lugar adequado?

São situações comuns aqui no Brasil, certo? Mas pela minha experiência no Japão, posso dizer que lá não é não.

Os nipônicos são notoriamente reservados e até antissociais (credo, como fica feio escrever assim) aos nossos olhos, mas justamente daí surge essa grande qualidade que é tratar os outros com respeito, procurando causar o mínimo de distúrbio, especialmente em locais públicos.

Bom, deixando a divagação de lado, e voltando para a palavra:

O verbo usado junto com 『迷惑』 é o "coringa" かける, como no exemplo. Por que coringa? Porque é usado em "n" situações, conforme pretendo abordar em breve.

Outro exemplo:


迷惑かけたくないから向(む)こうに車(くるま)を止(と)めよう。』

"Como não quero incomodar ninguém, vamos parar o carro pra lá."


Mas também usa-se na forma de substantivo, ~に迷惑』, no sentido "é incômodo para fulano":


『近所(きんじょ)の人に迷惑ですから、ちょっとボリュームを下(さ)げましょう。』

"Vamos diminuir o volume, porque incomoda a vizinhança."


Ok?

Foi uma espécie de desabafo o trecho ali em cima. Mas é revoltante mesmo, a maneira com que os brasileiros olham só para o próprio umbigo.

Não gosto e não acho certo fazer generalizações, mas infelizmente é o que predomina por aqui. Quisera eu que fosse um defeito só da minha cidade, mas tudo indica que é algo enraizado na cultura brasileira.

2 comentários:

Caruso disse...

Tem razão. A palavra MEIWAKU tem tudo a ver com o comportamento japonês. TUDO é MEIWAKU. É tanta paranóia que até uma pessoa se maquiar no trem, eles dizem ser MEIWAKU ! Não vejo problema algum, se comparado com os japoneses (homens, principalmente) que sentam de perna aberta ou não cedem lugar para senhoras e nem para mulheres grávidas!!! Que tem muito brasileiro que não pensa nos outros, isso eu concordo. Mas concordo que não podemos generalizar, pois há também, muitos japoneses que não pensam nos outros - como os exemplos citados anteriormente - e aqueles que também ignoram placas!! Deixo o link de alguns posts que eu mesmo escrevi sobre o assunto.

http://muitojapao.blogspot.com/2007/09/essa-eu-pago-pra-ler.html

http://muitojapao.blogspot.com/2008/05/educao-no-pega-trem.html

http://muitojapao2.blogspot.com/2008/12/arrasto-estudantil.html

Desculpe, não quero que pareça um desabafo contra os japoneses. Mas não gosto de generalizar brasileiros como infratores permanentes e japoneses como isentos de infrações.

Gabriel disse...

Claro, eu concordo com isso! Como disse, não acho correto fazer generalizações... Apenas tenho me deparado com muitas situações (especialmente no que envolve o trânsito) em que me levam a lamentar!

Nenhum povo é totalmente correto ou errado, isso é fato. No Japão, realmente eles se preocupam até demais com o que é meiwaku ou não. E claro, lá também existem os sem-noção que não agem da maneira que se espera deles.

Mas em contrapartida, acho que os brasileiros podiam se preocupar um pouco mais! De um modo geral, claro! :)

Acessei o blog, Caruso, e achei muito interessante! Realmente, o 立ち読み é uma coisa que chama bastante atenção! Soube de gente que terminou de ler um livro inteiro dessa maneira!

Assim que a gente vai vendo como as duas culturas são tão diferentes, não?