quarta-feira, 12 de maio de 2010

O povo japonês e suas peculiaridades

Estou aos poucos me acostumando com a vida no Japão. Ou seria melhor dizer reacostumando? É engraçado, porque mesmo já conhecendo os japoneses, não consigo deixar de ficar admirado com certas coisas.

Por exemplo, o pessoal daqui da JICA é extremamente atencioso. Desde o momento em que chegamos no aeroporto de Narita, sempre houve alguém para nos auxiliar e orientar. Explicam em detalhes como as coisas funcionam, tiram dúvidas, tentam explicar em português ou espanhol para quem não domina o japonês... E ainda ministraram palestras sobre a cultura, economia, política e história do Japão, demonstrando que realmente se importam com a nossa satisfação como hóspedes em seu país. E o melhor de tudo isso é que fazem com muito boa vontade e paciência, e não como uma obrigação enfadonha.

A formalidade deles pode até assustar aqueles que não sabem muito o que esperar do povo japonês. Digo "assustar", mas não no sentido de causar desconforto, claro; para mim, é uma das características mais marcantes e admiráveis deles. Algo que o Brasil deveria tentar imitar, mas evito ter este tipo de pensamento utópico; o Japão é o Japão e o Brasil é o Brasil, o que significa que, por mais que haja esta conexão histórica derivada da imigração, certos aspectos nunca serão iguais ou mesmo parecidos.

Mas mesmo sabendo disso, toda vez que compro alguma coisa por aqui, penso: "Como é bom ser tratado como cliente, e não como um zé ninguém que está fazendo um favor pro estabelecimento!".

Ainda vou ficar devendo as fotos que tirei por aqui, me desculpem! Não comprei um netbook ainda, mas pretendo fazer isso até o final de semana. Aí vocês terão uma ideia melhor do porquê do meu encanto com esta região portuária de Yokohama.

Um grande abraço.

9 comentários:

Ariane disse...

Uma das razões de eu ser fascinada por esse povo mesmo sem ter ido sequer uma vez pro Japão é o respeito que eles teem pelo próximo, que concordando com você, com certeza deveria ter por aqui também. Enfim... cada país com seus costumes ne ^^".
Aproveite muito a viagem por todos que gostariam de estar por aí, como eu XD, e que por enquanto não podem ^^".
Mande as fotos também!!! Estou curiosa pra ver ^^/

Akio Uemura disse...

Que legal saber que você está no Japão!
Não se esqueça de nós do blog e do Twitter.
Rsrs...
Brincadeira!
Indiquei o blog pra uns amigos e eles adoraram.
Além disso está me ajudando pra caramba, porque as aulas de japonês estão cada vez piores.
Rsrs..
Abraço.
Aproveite a viagem!

Rodrigo_Marques disse...

Nossa q legal! Vc tá morando no Japão o.O?
Realmente o povo de lá é sempre extremamente educado, isso devido a sua forte influência cultural e costumes tradicionais.
Ahh não vejo a hora de ver suas fotos ^ ^
Até mais e boa sorte aí!
o/

Anônimo disse...

Um dia ainda irei morar em Yokohama, apesar de o custo de vida ser mais caro.Por enquanto fico em Atsugi mesmo...rs (acho que da uns 30km de distancia).

Fabiana Yoko disse...

Sou fã do seu blog pelo ensino do nihongo, que você faz de uma maneira muito peculiar.
Mas desde o último post, é impossível não ficar a espera de mais relatos, principalmente para mim, uma mestiça que sonha em um dia conhecer a Terra do Sol Nascente.
A espera de mais comentários sobre esse mundo chamado Japão!
Abraços

Akira disse...

Ainda tem aquele Hard Rock no térreo? Tá indo de metrô, trem ou a pé? Em frente a estação de trem de Sakuragichou tem um jardim que deve estar florido nessa época, tinha um monte de bicho grilo de tudo quanto é lugar, vendendo bugigangas... Israelenses, americanos, filipinos, russos, etc... todos falando em japonês. Um barato!
Um dia suba até o teto e tira umas fotinhas, a visão é espetacular...
Quando começar a esquentar, dá pra ir até Enoshima, templo dos surfistas japoneses, e curtir uma praia.
Vou ver se lembro de mais coisas...
Sorte!

Carol disse...

Ah... faz uma seção só pra falar de como está sendo suas experiências no Japão dessa vez, vai!
Além dos ótimos post de nihongo, tb adoro quando vc fala da cultura, do povo...

bjos

carlos montefusco disse...

fala rapaz,
que loucura deve estar por aí mesmo! ir pela JICA entãooo ah vantagem boa de ser descendente (inveja boa de vc!)
abraços

바보 disse...

Que bom que vc ta conseguindo tempo de postar! hehehe, nem isso eu consegui quando estive ae...

E realmente, a maior diferença que senti do Japao em relação ao Brasil são AS PESSOAS. O respeito pelo outro, o coletivo acima do indivíduo... Claro que o brasileiro é hospitaleiro e tal, mas é diferente o tipo de respeito que presenciamos no Japao. Nos comércios é realmente incrível a educação e a formalidade com que os atendentes são treinados. É lindo... ^^ saímos satisfeitos dos locais. Uma grande diferença com aqui. Logo que voltei me senti uma mera consumidora que não faz a obrigação de gastar e xispar logo do local pra que outros possam entrar... Hunf!

Aproveite bsatante!!!! :D E veja meu email xD

Beijos!