terça-feira, 11 de maio de 2010

Olá a todos!

Tudo bem, pessoal?

Finalmente resolvi aparecer aqui no blog, depois de... quantos dias
? 4 ou 5?

Digamos que estou ainda me adaptando a essa nova realidade, a esse novo ambiente, a essa dimensão. Outra dimensão mesmo, pois de verdade... não parece o mesmo planeta com que estou acostumado! E isso porque não é nem a primeira vez que venho ao Japão...

Mas de certo modo, desta vez o impacto é até maior do que quando pisei em Hiroshima aos 9 anos de idade. Na época, eu não tinha a mesma visão das coisas que tenho hoje, e como era uma cidade bem interiorana, o choque cultural não foi tão acentuado.

Aqui em Yokohama-Tóquio, principalmente nas estações de trem e metrô, o ritmo é alucinante, com milhares e milhares de pessoas trafegando a passos largos e rápidos. No meio desse mar de gente, me sinto um verdadeiro fora do ninho... talvez porque eu seja exatamente isso.

Mas não é só isso que impressiona. Existem muitas outras coisas que, pra mim, parecem ser de uma galáxia muito, muito distante.

A questão comportamental não me surpreende tanto, pois tendo morado aqui 5 anos, pude conhecer os japoneses tão bem a ponto de me considerar um deles, na época. De um modo geral, são reservados, educados, sérios... tudo aquilo que é conhecido através dos estereótipos criados ao longo das últimas décadas. Claro que a maneira como as pessoas se vestem chega a ser um tanto quanto chocante, mas nada além do que eu já imaginava encontrar.

O que realmente me deixou embasbacado é a beleza da região onde estou hospedado. Vou ficar devendo fotos por enquanto, pois não trouxe notebook, o que dificulta muito a atualização do blog, já que a sala de computadores aqui funciona só até às 23:00. Estou pensando em comprar um netbook, aí sim vai ser bem mais fácil mandar notícias daqui.

E realmente existem toneladas de coisas interessantes que posso postar por aqui, e olhem que estou aqui há apenas 3 dias. Hoje mesmo fui a uma loja de departamento que tinha 2 pisos só de livraria, o que se traduz em uma quantidade monstruosa de livros, revistas e mangás. Depois eu pensei melhor e lembrei que eu já tinha entrado em lojas assim, mas 12 anos parecem ser suficientes pra que eu me sinta como estar vendo tudo pela primeira vez. Estou pensando em filmar alguns lugares assim para que vocês possam ter uma ideia disso tudo que estou falando.

Bom, não é nem meia-noite ainda, mas estou realmente esgotado, fisicamente falando. Circular pela cidade com um tênis sem amortecedor é uma atividade bastante desgastante... mas mesmo assim, extremamente divertida.

Logo voltarei com mais informações, e se possível, com atualizações normais sobre nihongo também.

Um grande abraço a todos.

8 comentários:

Akira disse...

Como assim "Yokohama-Tokyo"? Nesse intervalo tem Kawasaki-shi. Rapaz, tô curioso em saber em que lugar você está exatamante. Sim, qual bairro? Você deve saber que o negócio é ir até Akihabara-ku pra adquirir qualquer aparelho eletrônico, fiquei sabendo que um iPad tá em torno de 48.800 ienes, um preço razoável (o de 64 GB está cotado em 68.800 ienes), levando em consideração que um notebook deve estar entre 100 e 200 mil.

Lembro que morei aí perto, em Isogo-ku, servido pela Negishi Line.

Vamos, rapaz, levanta esse esqueleto e vá curtir ...

abraços

Junia disse...

Sempre leio o blog via rss, mas acho que nunca comentei :)

Esse post me deixou curiosa sobre a vida no Japão... você vai fazer mais posts sobre o dia-a-dia por aí?

Até mais, curta bastante sua viagem!

Adriana disse...

Primeira vez postando: muito bom teu blog, está me ajudando bastante como iniciante na língua japonesa, sobre a viajem para o Japão estou MORRENDO DE INVEJA (uma inveja santa)de ti, aproveite por todos e que isso possa deixar teu blog cada vez mais rico e interessante.

Abraço.

carlosmontefusco disse...

fala gabriel.. fico feliz de que vc já está na terra encantanda de todos nós!! aproveita bem!
abraços

Gabriel disse...

Ah, me equivoquei um pouco ao escrever "Yokohama-Tokyo"! Quis dizer "essa região de Yokohama e Tokyo"! :) Como é tudo muito perto, o que é dito sobre Yokohama vale pra Tokyo e vice-versa.

Nas lojas de eletrônicos, há um canto dedicado apenas para a reserva do iPad, num ritmo frenético! Em uma delas, tinha um funcionário dedicado exclusivamente à apresentação do produto, fazendo um tipo de palestra.

E realmente o preço não está alto, pois é bem isso que você disse, um notebook é bem mais "salgado"!

Lembra, Akira-san, que vc falou do Minatomirai e eu disse que não conhecia? Hehe olha que ironia, né... a Jica fica exatamente no Minatomirai, de frente pra Landmark Tower! É tudo fantástico.

Abraços!

Gabriel disse...

Junia, Adriana e Carlos: muito obrigado pela visita e comentários!

Falar sobre o Japão não é uma tarefa fácil, pois existem infinitos lugares a serem visitados, então pode-se dizer que é bem heterogêneo (claro, de uma maneira diferente do Brasil); mas o que posso adiantar é que vale a pena todo e qualquer esforço para vir aqui. Portanto, nunca se desanimem de seus sonhos, pois posso garantir que vocês não irão se decepcionar com este país!

Um grande abraço.

Carol disse...

Mas que saudades do meu Ueda-kun! .. espero que essa experiência aí seja maravilhosa pra vc... na minha infinidade de tarefas vou tentar passar pelo blog de vez em quando.. já que ainda não me convenceu a fazer um twitter =D

Bjus mil Ueda-kun.. e se cuida!

Usagi-Chan!

Carol disse...

Que bom saber notícias de sua chegada aí!
Conta tudo que puder assim que tiver comprado seu net.

Bjos ^^