sexta-feira, 16 de julho de 2010

Hábito brasileiro no Japão

Acabei de assistir a um vídeo do Jornal Nacional que achei muito, muito interessante e engraçado! Bom, acredito que muita gente deve ter visto na TV mesmo, mas todo caso vou disponibilizar:



Que as pessoas daqui não se encostam não é novidade pra ninguém, imagino. Por mais que exista intimidade de anos e anos entre amigos e amigas, as saudações - tanto de encontro quanto de despedida - não passam de um aceno acompanhado de 『じゃあね!』, ou 『またね!』. Claro que, pra eles, isso é a lógica, é o senso comum, daí o desconforto em encostar a face com os colegas.

Minha tia, que esteve aqui no início dos anos 90, conta que, certa vez, cumprimentou um amigo brasileiro em um hospital; naturalmente, à moda brasileira. Isso foi suficiente pra que as enfermeiras ficassem fofocando entre elas, e se não me engano chegaram a perguntar se eles eram noivos. Pois é.

Essa questão cultural é realmente muito interessante. Há algumas semanas, conversei com uma moça japonesa, que havia ficado em São Paulo durante um mês, a estudo. Disse que, no começo, ficou meio surpresa com este hábito local, mas que ao mesmo tempo se sentiu 嬉しい, ou seja, contente!

Mas também, por que não ficaria? Quem não gosta de uma demonstração de carinho e afeto, por parte de uma pessoa bem quista?

O triste é saber que, muito provavelmente, o comportamento japonês, neste quesito, não vai mudar tão cedo. Eu diria até que, por ser algo tão enraizado na cultura, é simplesmente imutável.

"Será?", alguém pode perguntar. Bom... na minha opinião, é tão difícil quanto o povo brasileiro começar a ser reconhecido mundialmente pela pontualidade, pela discrição, pelo respeito ao próximo, pelo hábito de leitura... e assim por diante. Vocês conseguem imaginar?

Eu não, da mesma maneira que não consigo imaginar alguém dizendo: "Nossa, os japoneses são muito calorosos; eles beijam, abraçam, e...". Ou seja, cada país com suas peculiaridades, sejam elas boas ou ruins aos olhos dos estrangeiros!

8 comentários:

Rogério Lima 23 Japan disse...

Perfeito em suas palavras...acho que para o Brasil mudar levaria muito mais que 500 e poucos anos...Essas tradições milenares aqui são assim !!!
Abraços

Anônimo disse...

Este cumprimento, no Brasil, já virou falsidade.

Lilian disse...

Eu assisti a reportagem, e achei interessante.

É uma oportunidade para os japoneses conhecer a nossa cultura e nw se assustarem com nossos cumprimentos.

Abraços

ariel disse...

日本はすごいですね!
私はその動画をテレビで見なかった。
ありがとう ございました。

Arwin disse...

Oie Grabriel
estou tentando aprender nihongo, mas trabalhando no meio de tanto br eh complicado
vc estuda a muito tempo??
q metodo usa_?

Gabriel disse...

Olá, Arwin!

É, realmente, se vc não tiver convívio com os nativos, fica muito difícil aprender... Não passei por isso, mas vi casos de pessoas que passaram 10 anos aqui e não sabiam nem o básico do básico!

Bom, na verdade, eu ensino japonês. Aprendi enquanto morava aqui na minha pré-adolescência, e felizmente consegui conservar boa parte do que absorvi.

Claro, constantemente estou aprendendo palavras e expressões novas, principalmente termos técnicos, algo que eu nunca tinha tido contato.

Atualmente, meu blog tem sido mais sobre curiosidades do Japão, aproveitando o fato de eu estar aqui (no próximo dia 5 estou indo embora... infelizmente), mas espero que seja útil também para vc aprender um pouco do idioma.

Um abraço. :)

Mai chan disse...

haha eu ri com o beijos me liga!!! Muito legal!!! aproveita os ultimos dias ai por mim xDDDD

Roberto disse...

"O beijo, me liga" mostra outra peculiaridade do brasileiro, essa também comum aos japoneses: ligar, na verdade, quer dizer até nunca mais! Huahuahauauauhauhaua. Não somos tão diferentes assim.